Sessão Nostalgia - Joguinhos da infância! #1

Olá, povo de Freljord! Como vocês estão? Eu vou bem, obrigada. Nessa última semana eu resolvi dar uma pausa nos animes seinen para surtar um pouco com josei e shoujo. Ontem terminei de assistir Hachimitsu to Clover - que é um josei de drama, romance e comédia -, e meu coração gótico trevoso exalou purpurina colorida. No comecinho estava com um pé atrás, mas depois a história foi ficando muito boa. Eu gostei bastante do anime, principalmente da segunda temporada, porque foi nela que a história de alguns personagens tiveram um progresso maior. Com o anime deu para sofrer um pouquinho com shippação, quase chorar com o passado de certos protagonistas, rir bastante e vomitar arco-íris com umas cenas fofenhas. Agora estou baixando Ao Haru Ride para poder assistir na próxima semana. Além disso, ontem (sexta-feira), eu terminei de ler o volume 15 de 20th Century Boys, e aquele final me surpreendeu DEMAIS. Minha nossa, Naoki Urasawa é o deus do seinen, só me surpreendo com as obras dele (ele é o autor de Monster, o qual falei do anime aqui no blog um tempo atrás). 

Enfim, ando meio nostálgica ultimamente, então hoje resolvi voltar ao passado e relembrar dos joguinhos de vídeo-game que eu jogava na infância. 

Dias atrás estava eu comentando com meu primo sobre os jogos que jogávamos naquela época. Nós dois sempre jogávamos juntos e, apesar de cada um ter seu console - que era o Dynavision -, sempre íamos para a casa um do outro para jogar. Ele, inclusive, ainda tem o console dele - que já tem uns 13 anos. Uns dias atrás testamos o vídeo-game na esperança dele voltar a funcionar e, pasmem, FUNCIONOU. Nossa, ficamos tão feliz, parecia que tínhamos acabado de ganhar um PS4. 

Contra - 1987
Sem dúvidas esse foi o jogo que mais zerei na infância. Criado pela Konami, inicialmente o jogo era para arcade (fliperama), mas logo depois chegou para NES. Esse era um dos meus preferidos, justamente pelo fato de poder jogar com dois jogadores simultaneamente, ou seja, ao invés de termos que esperar o player 1 perder para dar a vez ao próximo, os dois jogam juntos. No jogo, assumíamos o papel de um soldado que é enviado à uma ilha para enfrentar o Red Falcon, um exército alienígena que conspira invadir a Terra. O jogo tem 8 fases e no final de cada uma enfrenta-se um boss para seguir adiante. Com 4 vidas é difícil demais zerar isso, então muita gente usava o Konami Code (cima, cima, baixo, baixo, esquerda, direita, esquerda, direita, B, A) para poder jogar com 30 vidas. ~acho que é por isso que eu zerei ele~

Circus Charlie - 1984
Esse é um joguinho - do demônio - da Konami, que originalmente era para arcade, mas logo chegou para outras plataformas. Nele nós assumíamos o papel de Charlie, trabalhamos em um circo, e temos que executar manobras circenses para ir passando de fase. Pulando sobre arcos com fogo, macacos, bolas, etc., o jogo se resume em 6 fases. A quarta fase é do capiroto. Nela estamos em cima de um pônei e temos que saltar em uma plataforma com molas, e em seguida pular sobre o pônei novamente. Eu sempre chegava nessa fase com - quase - todas as vidas, e logo as perdia. Mas nada supera a fase 5 em dificuldade, de longe a mais complicada para mim (vendo o vídeo, parece até fácil). Dávamos uma de Tarzan e tínhamos que ficar pulando de uma corda à outra, mas era difícil demais. Terminando as 6 fases, o jogo reinicia, porém com as dificuldades aumentadas. Além disso, quando iniciamos o jogo temos um bônus de 5 mil pontos que gradualmente vai diminuindo conforme o tempo passa. Se não terminarmos a fase antes que o bônus chegue a zero, perdemos uma vida. Por outro lado, se concluirmos a fase a tempo, o bônus restante é acrescentado aos seus pontos.

Elevator Action - 1983
Criado pela Taito para arcade, nesse jogo assumimos o papel de um agente secreto que tem como objetivo se infiltrar em um prédio de 30 andares. Entramos no prédio pelo telhado e, estando dentro do mesmo, temos que utilizar os elevadores e escadas para chegarmos nos andares onde se encontram as portas vermelhas, pois é nelas que estão escondidos os documentos que precisamos. Quando conseguimos pegar todos os documentos, temos que descer até a garagem do prédio para pegar o carro de fuga. Além disso, o prédio está cheio de espiões que tentarão nos impedir de realizar a missão, e para enfrentá-los podemos atirar neles (e vice-versa). 

Adventure Island - 1986
Criado pela Hudson Soft, o jogo nos permite controlar o jovem aventureiro, mestre Higgins, que vai para a Adverture Island - no Pacífico Sul - após descobrir que o Evil Witch Doctor sequestrou a princesa Leilani (ou Tina?). Estando na ilha, ele terá que sobreviver a todos os desafios para salvá-la. O jogo é dividido em 8 mundos, e em cada mundo há quatro rodadas/áreas que você deve completar. No final de cada quarta rodada/área enfrenta-se um boss para poder ir ao próximo mundo. Ao todo, o jogo tem 32 etapas. Pelo o que eu me lembre, na infância eu só consegui chegar a jogar até o segundo mundo, huashuash.   

Então é isso, pessoal! Boa parte dos jogos a gente pode encontrar online na internet, e eu até tenho jogado uns para matar a saudade - ainda mais agora que o vídeo-game do meu primo voltou a funcionar. \o/
Até a próxima!
キス

7 comentários:

  1. YOOOO LADY \O/

    shaushuashuashua parece que o jogo virou para nós duas: É tu se aventurando nas purpurinas shoujo e eu afundando naqueles mistérios loucos e trevosos de Monster. Aliás, tu me perguntou em que ep eu tava lá no blog, então eu já estou no 53 E TÔ PASSANDO MUITO MAL COM TODO O MISTÉRIO! Caralho, é tudo muito bem bolado, tudo muito bem interligado, eu tô super curiosa para saber do passado dos gêmeos, tô tremendo com o protagonista preso e cada vez mais eu fico mais curiosa sobre tudo o que está ocorrendo... E MEU DEUS, AGORA O JOHAN TÁ SE VESTINDO DE MULHER E FICANDO IGUALZINHO A IRMÃ DELE.... CARA EU TÔ LEVANDO UM CHOQUE ATRÁS DO OUTRO.

    Mas, nem tô acreditando que tu baixou Ao Haru Ride <33333 Cara, esse shoujo é um dos meus queridinhos, principalmente o mangá <3 Esse sim, é uma overdose açucarada de shoujo colegial com muito amor e tretinhas amorosas!

    Porém, vamos focar no joguinhos... Desses eu só conheço o Elevator Action, que agora eu já não me lembro se joguei no pc ou no vídeo game... Mas, acho que foi no vídeo-game, porém o que eu tinha era o polystation.

    No meu caso eu curtia os jogos pirateados do mario.... Bem, eu acho que eram mesmo piratas, pq pelo menos as fitas eram tudo dos camelôs e--e ELES ERAM OS MELHORES SHAUSHUASHUA Tinha um do mario kung fu (https://www.youtube.com/watch?v=-xcELiBRB4E) outro que era do mario num monte de ilha e tinha uns dinossauros que tu ganhava quando achava ovos e talls, eu adorava esse joguinho (https://www.youtube.com/watch?v=JCtsxlDV_Xw). E por fim, o meu queridinho que misturava super mario com tiny toon (https://www.youtube.com/watch?v=VWf4YAijLJ4).

    Ah, e tinha também ótimos joguinhos online, havia um do sonic muito bom... Se eu não me engano era flash sonic o nome. Eu achava mó dificil o jogo, mas adorava ele, principalmente por causa da musiquinha xD

    Kiss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Hina-chan! \o/

      Huashuashu, sim. Estou na minha onda de josei e shoujo e está tudo indo muito bem. Terminei de assistir Ao Haru Ride (que gostei muito, aliás) e comecei a ver Skip Beat - que estava na minha lista há um bom tempo -, e simplesmente adorei o anime. Já coloquei o mangá na listinha para continuar de onde o anime parou, então assim que eu terminar os mangás que estou lendo, eu começo ele.

      53? NOSSA, ESTÁ RÁPIDA, HEIN?! Haha Não há como não passar mal com todo o mistério em Monster, e sim, é tudo muito bem interligado. Quando eu descobri que era Johan transvestido de Ana, confesso que fiquei surpresa. Não esperava aquilo, mas isso explica muito bem a "mudança" repentina que a "Ana" havia tido. Tudo é bem bolado, de fato.

      Eu não cheguei a jogar Mario na infância, só depois que já estava "crescidinha", mas vendo os vídeos que você mandou, nesse segundo do Mario em uma ilha (Super Mario World 9), percebi que é praticamente um Adventure Island versão Mario, hueheuhue. E eu até tinha visto o vídeo desse jogo há uns dias (lembrei por causa dos dinossauros que ganha nos ovos), e nem me liguei que era o Mario. Huashuashu ~desatenta~

      Ah, eu gostava de jogar uns do Sonic também. xD

      Beijos!

      Excluir
  2. Smoak-chan!!!

    Depois de ter sumido um pouco mais de um mês, olha quem voltou?! uhdauhduid~
    Nesses tempos eu dei uma pausa nos animes, fui pras séries e tô quase terminando um livro (um romance, aliás).
    Eu também jogava com meus primos, e meu favorito é Adventure Island, eu era muito boa! aeudhehu~ Tá certo, midira, eu não era muito boa não, e no segundo mundo eu sempre morria também, no máximo, chegava no terceiro e morria, nunca fui muito longe. Aqueles dinossauros fofinhos, nossa, eu adorava eles!

    Tinha um jogo que eu gostava que era duns aviões, naves, sei lá... e era muito daora, até começou a musiquinha na minha cabeça aeudhueh sla, acho que tinha "wings" no nome, só que esse eu jogava naqueles dvds com cd de jogos, sabe? Lembro até hoje que pedi pra minha mãe me dar um video game, e ela chegou com um dvd TT.TT *pesquisei aqui, o nome era B-wings*

    Eu vou voltar a aparecer por aqui nos próximos dias, viu? Até mais >///<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Yuunie! \o/

      AAAAAÊÊÊ, APARECEU! \O/ Felicidade maior não há. Até escorreu uma lágrima aqui :') huehu ♥

      Já comigo está acontecendo o contrário: eu dei pausa nas séries e estou vendo animes, hueheuhu. xD

      Adventure Island também é um dos meus favoritos. Eu até me achava boazona jogando, mas no máximo só conseguia passar do segundo mundo (mas se for olhar por um lado, ultrapassamos 8 etapas, então já é alguma coisa) huashuahu.
      AAAAAAAAAAAH, eu gostava muito de jogar B-wings, e olha que eu nunca fui fã dos jogos de nave que vinha no meu cartucho, hueheu. Mas esse eu gostava, acho que é porque a gente podia escolher a "asa" da nossa nave antes do jogo começar, hahaha.

      Aparece mesmo! Toma umas duas xícaras de café e corre pra cá. u.u ♥

      Beijos!

      Excluir
  3. Oiii
    Esse joguinho do circo eu amava ele, embora eu demorei um bom tempo para avançar nas argolas. Lembro que quando eu começei eu mal passava da primeira, eu tinha um videogame em casa que ganhei da mãe de uma amiga minha. Ai toda a quinta eu fazia pipoca e ia jogar, esse era um jogo que não faltava eu sempre tentava ele.

    Agora eu estou de olho no novo megadrive e também queria o portátil de novo, eu gosto bastante de jogos antigos ate tenho um Ps2 aqui em casa, mas os de Neogeo são os meus favoritos.

    bjs ameio o post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tainá! \o/

      Ahhh, eu também amava ele. E quase arrancava os cabelos para passar da fase 4, huashuashu. Não lembro se eu tive dificuldade para avançar a fase das argolas, mas lembro perfeitamente que tive um pouco para avançar na fase 3, das bolas. Atualmente, consigo passar de boa as três primeiras fases sem perder uma vida, mas quando chego na fase 4 ou 5 (PRINCIPALMENTE A 5), dá vontade de socar o vídeo-game ou o teclado do pc - já que o encontrei online para jogar. ._.

      Ahh, queria ter um console de novo. Os únicos que eu tive foi o Controle Gunboy e Dynavision mesmo. Atualmente eu só jogo no pc. xD

      Fico feliz que gostou! ♥

      Beijos!

      Excluir
  4. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA Lady!! Que nostálgico tudo isso, eu pirava no Adventure, sinto falta desse jogo, me marcou tanto (Buááá´)


    Bem, estou recomeçando meu trabalho novamente na blogosfera, e gostaria da sua ajuda para seguir meu blog, posso contar com você? Retribuo ><

    Arigatou (Obrigada)❤ (✿◠‿◠)


    http://mundo-mikas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir